Revista Photoshop Creative para iPad. Download gratis

A história de Fábio Sasso

Postado por Redação Photoshop em 07/10/2009 às 17h 24min

Fábio Sasso conseguiu abduzeer uma grande legião de fãs no seu site de tutoriais e inspiração para o Photoshop e agora divide seu tempo entre o webdesign e a arte de blogar.




Como nasceu seu interesse pela arte e pelo design?
Desde pequeno, sempre gostei de ficar desenhando carros, e, apesar de não ser muito talentoso, achava legal reproduzir e às vezes até modificar um pouco os objetos que eu desenhava. Depois, com o primeiro computador e o contato com softwares gráficos, como o CorelDRAW e o Photoshop, comecei a me interessar mais por design digital.

Você é formado? Em quê?
Sou formado em design com ênfase em programação visual. Acredito que posso chamar de Design Gráfico.

Você acha a formação superior desnecessária?
Eu acho que é uma experiência válida. Não a considero obrigatória, mas, com certeza, sempre ajuda no desenvolvimento. Muitos assuntos que eu achava desnecessários quando estava na universidade hoje se mostram muito relevantes.

Você acha importante fazer cursos de design/ilustração?
Acredito que tudo o que você faz para seu aprimoramento é importante. No entanto, eu, particularmente, não gosto de cursos, pois prefiro aprender por conta. Para quem gosta, por outro lado, acho que faz com que o processo de aprendizagem se acelere.

Como você define seu estilo?
Não sei como definir meu estilo, pois tenho em mente que, profissionalmente, um designer precisar ser capaz de criar peças focadas na necessidade da audiência para quem ele está desenvolvendo. Assim, acredito que ficar preso a um estilo pode ser perigoso. Para meus trabalhos pessoais, no entanto, tenho uma afinidade muito grande com o estilo 80’s com efeitos de luz. Nem sei como definir isso.

Quais artistas você mais admira?
Bom, eu admiro tantos artistas que fica difícil listar. Posso citar os brasileiros: Adhemas Batista, Guilherme Marconi, Eduardo Recife. Há também o James White, Justin Maller e o pessoal do depthCore, o Scott Hansen, Alberto Sevesso e muitos outros.

Onde você encontra inspiração?
Na internet. Sites como Behance, Flickr e DeviantART são incríveis para isso. O problema é que fica difícil categorizar ou organizar todo esse conteúdo para minhas necessidades. Esse foi um dos motivos para que iniciasse meu blog: com ele, eu poderia selecionar e categorizar esse conteúdo de inspiração e referência.

Você trabalha 100% digital ou desenha no papel antes?
Eu quase sempre desenho antes em papel. É muito mais fácil e rápido rabiscar uma ideia no papel do que ir direto para o computador.

Como você entrou para o mundo da ilustração?
Na ilustração, foi por meio do meu blog, até porque sempre trabalhei mais com webdesign.

Você já ganhou prêmios? Acha-os importantes?
Não ganhei prêmios, não, mas acredito que, para quem ganha, deve ser importante.

Qual o maior desafio na hora da criação?
Definir claramente os objetivos do projeto levando em conta as necessidades e as expectativas de meu público-alvo.

Em que você está trabalhando?
Trabalho no meu blog (abduzeedo.com), na minha empresa de webdesign (zee.com.br) e também em outros projetos, como escrever tutoriais para algumas revistas.

Como é trabalhar para si mesmo?
É bom e ruim. O bom é que eu trabalho em casa, não preciso enfrentar trânsito e outros ‘estresses’, mas acabo ficando muito mais tempo na frente do computador trabalhando, o que, às vezes, torna-se um problema. Outra coisa é a cobrança.
Procuro me organizar e ter disciplina, principalmente para entrega de projetos e também para garantir qualidade. Sempre consulto outros amigos designers para feedback, de modo a ter outros pontos de vista.

Como nasceu sua empresa?
A empresa nasceu da necessidade que tínhamos em poder gerenciar os projetos de webdesign e propor novas soluções. Percebíamos que havia uma carência nesse setor. Como toda nova empresa, o início foi bem difícil.

Como foi o crescimento da empresa?
A Zee hoje tem quase 5 anos e passou por diversas fases. Em 2005, começamos a crescer bastante e resolvemos reestruturá-la, pois não queríamos perder a agilidade e o dinamismo que apenas uma empresa pequena consegue ter. Optamos por reduzir o volume de trabalho com o intuito de, com um time pequeno, manter o controle e a qualidade. Foi uma atitude até certo ponto ousada, mas acreditamos ter feito a coisa certa.

A empresa mudou de foco?
O foco da empresa sempre foi webdesign, a única diferença é que, agora, temos também o Abduzeedo.

 



Como funciona sua captação de clientes?
Trabalhamos com diversas empresas parceiras, que são responsáveis pela captação de clientes. Assim, podemos nos focar no desenvolvimento. O Abduzeedo também gera alguns trabalhos para a empresa e para mim, como artigos para revistas e tutoriais.

Qual dentre seus trabalhos você considera o melhor?
Pode parecer clichê, mas o melhor trabalho é sempre aquele em que estou trabalhando no momento. Gosto do processo de criação, de maneira que o resultado final seja uma consequência desse processo. Mas podemos dizer que o Abduzeedo foi e é um de meus melhores trabalhos. Se você digita “Abduzedo” no Google, ele já corrige a grafia dizendo “você quis dizer abduzeedo”. E por se tratar de um nome inventado por mim, isso é muito legal.

Digite o textoQuais suas ambições?
Continuar me atualizando e evoluindo, além de aprender coisas novas. Quero começar a mexer com Motion Graphics.

Qual o recurso de que você mais gosta no Photoshop?
Eu gosto muito do Brush Engine e de Layer Styles

O que mais o irrita no trabalho com o Photoshop?
O que mais me irrita no Photoshop é que ele ainda é muito lento no Mac. Acho que eles poderiam se valer da tecnologia do Mac OS X para imagens, o Core Image, para melhorar o desempenho. Eu uso o Pixelmator, que é um programa que possui diversos filtros iguais aos do Photoshop  porém utilizando os recursos do sistema operacional, e a diferença de performance é incrível! Ao usar Zoom Blur, por exemplo, posso observar os resultados em tempo real com pré-visualização na própria imagem. Outra coisa que realmente me irrita com a Adobe é o tamanho dos programas. Minha última atualização era um arquivo de “apenas” 624 MB.

Qual sua dica para quem quer dominar o Photoshop?
Praticar bastante, tentar reproduzir imagens com efeitos de que você gosta e, principalmente, compartilhar com os outros o que você aprendeu.

O que você diria para quem deseja seguir seus passos?
Como disse anteriormente, acredito que o segredo é praticar bastante e compartilhar seus conhecimentos com a comunidade. É a maneira mais fácil de se promover e evoluir profissionalmente.






ARTIGOS SEMELHANTES




Deixe seu comentário
QUER UM AVATAR? Faça seu login ou cadastre-se

O comentário está desabilitado, para enviar um comentário você deve fazer login!

Últimas postagens Mais lidas


em ,


em ,